sábado, 20 de dezembro de 2008

Um dos principais expoentes da nova música sertaneja, irmãos misturam sertanejo de raiz com rock para criar identidade musical

Principais representantes da nova música sertaneja, os irmãos Vitor e Leonardo Chaves Zapalá Pimentel, possuem uma trajetória que não é muito diferente da maioria dos artistas que sonham em alcançar o estrelato. Nascidos em Ponte Nova (MG) e criados na pequena cidade de Abre Campo (MG), os dois rapazes aprenderam a ouvir e gostar de música sertaneja, principalmente a de raiz, graças ao avô, Tonico Chaves. Começamos a cantar sem intenções, não imaginávamos que iríamos seguir uma carreira profissional. Começamos a cantar por gostar de música, uma brincadeira, explica Leo Chaves. Assim, de forma despretensiosa, Victor & Leo começaram a cantar em festinhas e entraram no mundo da música sem pensar no resultado comercial. A gente não viu as duplas se dando bem e resolvemos montar a nossa, foi uma coisa muito natural. Entramos por gostar. Até porque nunca imaginamos que poderíamos montar uma carreira. Na cidade que nos criamos não tínhamos condições pra crescer musicalmente, diz Leo. Graças ao pequeno sucesso local, em 1994 eles se mudaram para Belo Horizonte, onde passaram a se apresentar em barzinhos e estudaram canto por cerca de cinco anos. Em 1997 e 1998, gravam seus dois primeiros CDs promocionais, com quatro faixas de Victor cada um. Em busca de novas oportunidades, em 2001 Victor & Leo se mudam para São Paulo e contratados por uma gravadora lançam seu primeiro CD, Victor & Leo, com 11 músicas, sendo oito delas de autoria de Victor. Quando mudamos pra São Paulo lançamos nosso primeiro CD por um selo. Aí depois já gravamos o segundo disco, já com um público em barzinhos. Quando viemos pra São Paulo tivemos que começar do zero, relembra Leo. Com sucessos como Fada, Vida Boa e Amigo Apaixonado, a dupla foi ganhando cada vez mais público e em 2004 lançaram de forma independente seu segundo disco, Vida Boa. O que nos proporcionou um reconhecimento nacional foi o público de barzinho. O pessoal lotava alguns bares de São Paulo, e então nós decidimos gravar um disco ao vivo com essa energia que rolava nos barzinhos. Não demorou e no ano seguinte, em 2005, Victor & Leo gravam seu terceiro CD, Victor & Leo Ao Vivo, no Avenida Club, em São Paulo, responsável pelo estouro da dupla no mercado nacional. Primeiro estourou no interior do estado de São Paulo e depois foi se alastrando de forma surpreendente, sem plano de marketing, nada de investimento. Aconteceu naturalmente. As pessoas foram passando uma para as outras. Não tinha CD nas lojas e as pessoas compravam pirata. O sucesso do álbum rendeu um contrato com a gravadora Sony & BMG, que em 2007 lançaria o quarto álbum do grupo e seu primeiro DVD, Victor & Leo Ao Vivo em Uberlândia. Cerca de 30 mil pessoas compareceram à gravação. Para coroar a carreira, em 2008 a dupla é indicada pela primeira vez ao Grammy Latino, na categoria Melhor Álbum de Música Contemporânea Regional ou de Raízes Brasileiras, e lança dois novos discos Nada es Normal, em espanhol; e Borboletas, que contém o sucesso Tem que ser você, incluído na novela A Favorita. Foi uma oportunidade que tivemos da Rede Globo, nossa gravadora mostrou a música pra alguns diretores. Uma oportunidade de ouro pra aqueles que não conhecem música sertaneja poderem escutar dentro de suas casas e conhecer nosso trabalho, afirma Leo.

Por: Amanda CristiniPesquisa: Fany de Moraes
Fonte: Abril.com

Um comentário:

priscila disse...

muito bom o show de linhares/es parabens abraço priscila